Somos nota 5! Curso recebe nota máxima em avaliação do Ministério da Educação

O curso de Relações Públicas recebeu o conceito máximo na Avaliação de Reconhecimento e Renovação de curso de graduação, do Ministério da Educação (MEC). A visita ministerial aconteceu na semana anterior, de 18 a 21 de setembro, e o relatório final divulgado ontem, 25 de setembro. O conceito do curso, até então, era 3 (três), advindo de uma renovação automática do próprio MEC.


Durante a visita, os membros da comissão, os professores Renato Rodrigues Martins, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), e Paulo César Martinez y Alonso, chanceler da Universidade de Santa Úrsula (RJ), vistoriaram as instalações da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), a Biblioteca Setorial do Setor Norte (BSSN), além de se reunir com discentes, docentes, técnicos-administrativos e membros da Comissão Permanente de Avaliação (CPA), setorial e da Universidade.


Para o atual coordenador do curso, Professor Israel Rocha, o conceito é reflexo do trabalho conjunto dos professores e alunos, quanto a quantidade e qualidade de produções acadêmicas desenvolvidas nos últimos anos. “Nós nos preocupamos em deixar em evidência toda a produção docente e discente para os avaliadores. Conseguimos reunir as publicações dos professores, as premiações nacionais e regionais dos alunos, trabalhos produzidos nas disciplinas, nossa revista, entre outros. A partir disso, ficou mais tranquilo para os avaliadores perceberem como está a produção docente. O curso é bastante produtivo, os professores desenvolvem bem as disciplinas, os projetos de pesquisa e os projetos de extensão".


Docente do curso há 27 anos, a decana Laura Jane Vidal relembra, com alegria, alguns momentos vividos pelo curso até chegar neste momento máximo. "Por ocasião dos festejos dos 40 anos do curso de Relações Públicas, me reportei à junção de forças para a construção coletiva do mesmo. Agora, diante da nota 5, atribuída pela comissão de avaliação do MEC, impossível não resgatar o entendimento de que o curso de RP é fruto dessa construção coletiva. Subvertemos a matemática! Agora, 4 mais 2 é 5! Somos um curso maduro, temos 42 anos de existência e, ao longo desse tempo, reunimos forças e construímos o curso que, hoje, é nota 5!", destaca a professora.


"Há 42 anos, dois visionários lançaram as sementes das Relações Públicas na Ufam: professores Walmir Barbosa e Randolpho Bittencourt, nossos agradecimentos! De lá pra cá, temos sido tantos e tantas (professores, técnicos e estudantes) que, cotidianamente, protagonizam esse case de sucesso, que é o curso de Relações Públicas da Ufam!", rememora Vidal.



Uma construção coletiva


O curso de Relações Públicas foi criado por meio da Resolução nº 005/77, de 21 de janeiro de 1977, tendo os professores Walmir Albuquerque e Randolpho Bittencourt, como membros da comissão para reformulação do, então, curso de Comunicação Social da Universidade do Amazonas.


Desde então, o curso passou por inúmeras modificações, a fim de acompanhar as mudanças sociais, políticas, econômicas e culturais, com o papel de formar profissionais de excelência, aplicando-os à práticas no ensino, na pesquisa e na extensão.


No ano de 2011, por meio da Portaria nº 20/2011, do antigo Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), o, então coordenador de curso, Prof. Henrique Wendhausen, presidiu a comissão de elaboração do novo Projeto Político-Pedagógico do curso de Relações Públicas, que se utilizava de matriz curricular do ano de 1984.


A Professora Laura Jane, destaca alguns pontos importantes das atividades das últimas gestões da coordenação de curso. "O marco histórico para o resultado desse festejado 5 teve início em 2011, quando o então coordenador do curso, prof. Henrique Wendhausen, liderou um grupo de professores, na reformulação da estrutura curricular, resultando daí o nosso projeto pedagógico, que vem passando por reformulações e atualizações, conforme as demandas e necessidades do contexto social e profissional. Em 2013, sob a coordenação da professora Judy Tavares, o curso conquistou espaço nas redes sociais e firmou sua identidade. Mais recentemente, os professores Israel Rocha e Jonas Gomes, atual gestão da coordenação, sistematizaram as demandas e perspectivas do curso no contexto da Ufam, implementando o Plano de ações para o biênio 2019-2020. Coube-lhes, ainda, receber institucionalmente, liderando docentes, discentes e técnicos do curso, a comissão de avaliação do MEC."


Atualmente, o curso de Relações Públicas conta 10 (dez) professores efetivos, sendo 7 (sete) doutores, 1 (um) em processo de doutoramento e 2 (dois) mestres. Além disso, tem mais de 20 (vinte) projetos de iniciação científica, em andamento, com 3 (três) grupos de pesquisas ativos, e alguns projetos de extensão.


Por ano, são ofertadas 34 vagas para novos ingressantes, por meio dos processos de seleção da Universidade, no turno diurno. O curso tem duração mínima de 8 (oito) períodos, com carga horária de 3.030 horas e 171 créditos.






Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga-nos!

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

Dúvidas, críticas, sugestões? Mande uma mensagem!

Copyright © 2019 Site Institucional Curso de Relações Públicas da UFAM.